Temos 11 visitantes em linha
Total de Visitas139429
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/418676akb_1.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/5898992.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/35962402_akb.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/8436404.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/8185965.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/2399616.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/1195677.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/9690238.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/3222699.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/70715510.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/9408271.jpglink
http://akbeja.com/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/78851301_akb.jpglink

HISTÓRIA


Como nasceu a AKBeja

O Karate em Beja, foi introduzido em 1978 por Mestre Jaime Sequeira Pereira.

Apartir de 1987, com a chegada de Teófilo Fonseca que se inicia uma dinâmica de mudança, no sentido de tentar a união entre os Dojos em funcionamento. Em Agosto de 1989 que, juntamente em reunião com José António (que ministrava as aulas no Dojo de Ferreira) e Joaquim Rodrigues (responsável pelo Dojo de Moura,) e alguns graduados, como Vítor Claudino, Hugo Valente entre outros que estavam separados, que começou o embrião daquilo que mais tarde se viria a ser a Associação de Karate de Beja.

Em Setembro de 1989 começa então o trabalho de divulgação da modalidade e a criação de novos Dojos, com o grande apoio do Sensei José Antonio. Assim, Teófilo Fonseca após o Campeonato Europeu 1991 em Lisboa, onde o seu combate é transmitido na TV e reconhecido por muitos amigos e colegas, começa a dar aulas na Base Aérea n°11.

Em 1993 Teófilo Fonseca juntamente com José António abrem o 4° Dojo, desta vez em Serpa (1994).

No ano de 1995, a convite da Câmara de Alvito Teófilo Fonseca vai dar uma aula aberta no Pavilhão dos Bombeiros, onde teve a sala cheia de simpatizantes e curiosos da modalidade, conseguindo abrir um novo Dojo que seria o 5° Dojo, que contaria com 81 alunos inscritos e onde permaneceu até 1997, altura em que passou o Dojo a outro graduado Luís Caramba.

No mês de Marlo do mesmo ano Teófilo Fonseca a convite de alguns amigos abriu o Dojo de Aljustrel (6º Dojo);

A convite de um amigo de Cuba, foi ministrar uma aula a um grupo aberto, onde lhe pediram para fazer uma outra aula, que na mesma semana foi realizada, tendo daí surgido o 7° Dojo em 1998.

Em 1999 criam-se quatro Dojos, o 8º Dojo em Stº André, no Clube Estrela de Stº André, com Sérgio Gamito, militar, que residia em Stº André; um 9° Dojo, pelo Sensei Joaquim Rodrigues, em Pias; o 10º Dojo em Vale Verde (Évora), por um aluno do Sensei Teófilo, Frederico Cunha; e o 11º Dojo, com o mesmo número da Base Aérea de Beja, pelo próprio Sensei Teófilo.

Em 2000, segue-se a criação de novo Dojo, desta vez em Viana do Alentejo, criada por 2 Alunos do Sensei Teófilo Fonseca e com o apoio do mesmo, com os nomes de José Pinto e Paulo Palhais. Em 2001,  Sensei Teófilo abre novo Dojo em Vidigueira. Ainda em 2001, mais propriamente no dia 9 de Fevereiro é feita a escritura da AKB, no Cartório Notarial de Santiago do Cacém.

Em 2002, mais 3 alunos de Teófilo Fonseca abrem novos Dojos: - o 14° Dojo, em Penedo Gordo (Beja) por Paulo Palma; e o 15° Dojo em Mértola, por Rui Pereira; e 16º Dojo por Alexandre Sargaço, este em Faro (Algarve).

Em 2003, Sensei Joaquim Rodrigues mais António Batarda, abrem o 17° Dojo na Amareleja.

No ano de 2004, Sensei Teófilo Fonseca abre o 18° Dojo, no Infantário “o Avião” em Beja.

Em 2005, Joaquim Soares, Presidente da A.K.B., abre o 19º Dojo em Beringel.

Nos últimos anos, devido a alterações várias na vida pessoal, profissional e familiar de algumas pessoas, e ainda devido à saída de muitos Cintos Negros para irem estudar para fora, alguns dojos estão com menor afluência e outros não tiveram hipótese de continuar. Contúdo, não descorando esta realidade, e com o objectivo de se reactivar alguns dojos, a Direcção da AKB tem apostado nos últimos anos na Formação de Treinadores, tendo 24 feito o Curso de Treinadores Monitores, dos quais 10 seguiram para o Curso de Treinadores de Nível I, e 5 para o Curso de Treinadores de Nível II (2008), actualmente designados por Grau I, II e III..

 
Skank Signature